domingo, 27 de maio de 2012

34ºCapitulo-Fanfiction: A vida é bela!

34ºCapitulo-Fanfiction: A vida é bela!


A Stela e a Hinata seguiram para casa, fui a passos largos até à paragem de braço dado com a Mikaru.
Mikaru: Sabi sabes que me podes lagar o braço?
-Não posso nada, já é de noite e sabes que não gosto de andar na rua a estas horas.
Mikaru: De noite?! Estamos no pôr do sol.
-Dá ao mesmo, se vier algum pervertido atrás de nós, como não há ninguém na rua...-estremeci.
Mikaru: Calma rapariga, tenho o chapéu de chuva, ele protejo-nos, e eu já conheço muito bem a zona...sabes que vivi cá quase toda a minha vida.
-Sei é que quando me mudei já cá estavas, isso eu sei.-soltei uma leve gargalhada.
A paragem já estava perto, mas a cada passo que dava parecia que ela se afastava cada vez mais. Estava tão perto, mas ao mesmo tempo tão longe.
Mikaru: Vá lá Sabi, o jogo já começou! E o autocarro vai parti e é o ultimo por esta hora, o próximo é só daqui a cinco horas.
Desatamos a correr que nem loucas na direção daquele autocarro. Quando nos encontramos dentro do mesmo só haviam lugares separados, mas eu queria-me sentar ao lado da Mikaru.
Ela sentou-se ao pé de uma senhora idosa.
Mikaru: Vai Sabi, encontra um lugar, não vais ficar de pé.-olhou-me confusa.
Caminhei quase até ao fundo do autocarro, onde me sentei ao lado de um rapaz ruivo de faces rosadas que me mostrou um largo sorriso quando lhe pedi licença para sentar.
Rapaz: Claro que podes, faça favor.
-Obrigada.-retribui-lhe o sorriso e sentei-me.
Tinha um olho no burro e o outro no cigano, eu não sabia qual era a paragem e como não tinha ficado do lado da janela nem um sinal de onde era para sair eu tinha, precisava de ver quando é que a Mikaru se levantava ou não.
Rapaz: Estás stressada passa-se alguma coisa? Sais em que paragem?
-Ah, é por isso mesmo. É que eu nem sei em que paragem saio.
A uma voz gritou o meu nome: Sabii!!! Oh senhor motorista espere um pouco!
Levantei-me e fui para junto da Mikaru despedindo-me assim daquele rapaz simpático.
Mikaru: Fogo mulher, o motorista já se estava a passar comigo.-resmungou puxando-me pelo braço para fora do autocarro. 
-É aqui?!-olhei em volta, e posso dizer que não avistei nada.
A Mikaru apontou para a estrada.
Mikaru: Temos de apanhar mais um.
Suspirei. Entrámos no autocarro, e desta vez sentei-me junto da Mikaru. Começamos a ouvir um ruídos e o grande automóvel parou.
A Mikaru levantou-se e perguntou:- Senhor motorista, desculpe-me, mas podia-me dizer o que se está a passar? Que ruídos são estes?
Motorista: Parece que se passa alguma coisa com o motor.
-O quê?!-levantei e soltei um grito que se ouviu até ao outro do autocarro. Todos os passageiros olharam para mim e eu apenas me limitei a "enterrar-me" na cadeira.
O meu telemóvel vibrou. O meu corpo paralisou...Mark era o que aquilo me mostrava, pedi à Mikaru para me dizer que nome se encontrava naquele pequeno ecrã, mas logo percebi que tinha sido má ideia.
Mikaru:AAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH!!! Atende rapariga!-os olhos dela brilhavam, eu sabia que ela só me queria ver bem, e se aquele rapaz que me fazia sofrer era o rapaz que no fundo, no fundo me fazia feliz...ela só queria que ficássemos juntos.
-Está bem.-cliquei no botão de "atender".
Do outro lado da linha: Sabrina!! Estás bem princesa?
-Pedro?! 
Mikaru: O quem?! Eu mato esse rapaz.-tirou-me o telemóvel das mãos.-Oh meu grandíssimo anormal, ligaste do telele do Mark, a sério?!
Pedro:Desculpa! Queres que lhe passe?Estão em intervalo.
Mikaru: Claro que quero.-gritou.
Mark: Diga...
Mikaru: Está aqui alguém que deseja falar consigo.-disse num tom de gozo, que me fez apetecer-me apertar-lhe o "gasganete"!
Passou-me o telemóvel, eu conseguia ouvir a voz dele..."Estou?". Não queria que ele desligasse por isso...
-Boa sorte para o jogo.-gritei, tinha-me custado muito ter de falar com ele, mesmo que não fosse "cara à cara" e ainda consegui sussurrar antes de desligar, uma frase à muito prendida cá dentro que já não aguentava e queria tanto sair: Amo-te...
Desliguei, de certo que ele não me tinha ouvido, tinha dito aquilo mais para dentro do que sei lá o quê. 

segunda-feira, 7 de maio de 2012

33ºCapitulo-Fanfiction: A vida é bela!

33ºCapitulo-Fanfiction: A vida é bela!

A Mikaru ordenou-lhe que se sentasse, a custo Stela sentou-se com ar triste.
-Que se passa Stela? Estás bem?-perguntei preocupada.
Uma lágrima, à muito contida, escorreu-lhe pê-la cara.
Stela: É hoje...-hesitou-A minha mãe vai trabalhar para fora e a Hinata vai com ela, tive a sorte de poder continuar cá mas...vou ter de me ir despedir delas ao aeroporto. 
Mikaru: A que horas é o voo?
Stela: É por volta das dez da noite.-disse aos soluços.
-Mas isso é à hora que o jogo acaba!-exclamei.
Stela: Por isso mesmo, antes de partirem têm de fazer as malas e eu vou ter que ajudar.
A Mikaru olhou-me com um olhar matreiro, no que estaria ela a pensar?
-Diz lá, que ideia de génio a menina teve desta vez.
Mikaru: Lá, blá, blá, blá. Não decorei o que disseste para dizer.-riu-se.
Bati-lhe na brincadeira e ri-me também.
-Tu percebeste o que eu quis dizer.
Mikaru: ah, não sei não.-disse ironicamente.
Virei-me para a Stela e sentei-me a seu lado e agarrando-me no seu braço:
-Stela, a "Mikalu" está a "sel" má "pala" mim.-disse com voz de bebé e fazendo um ar de inocente.
Stela: Mikaru, deixa de atormentar a pobre Sabi.-riu-se.
As três soltamos altas gargalhadas que apenas pararam quando uma voz chamou pelo nome da Stela. A Stela levantou-se e virou-se na direção da voz dizendo: -Stela sou só eu e mais nenhuma.
Hinata: Que eu saiba há mais Marias na terra.
Stela: Bom para elas, ainda bem que não sou Maria.
Mais gargalhadas se ouviram desta vez interrompidas com o vibrar de um telemóvel, era o meu.
-É o Ed, deve querer saber onde andamos.
Mikaru: Pois, falta meia hora para o jogo começar.
Hinata: Então nós vamos andando, adeus meninas.
As duas raparigas começaram a afastar-se.
Mikaru: Esperem!-gritou alto e bom som.
A Stela olhou para nós, mas foi puxada pela irmã para que continuasse a andar.
Mikaru: Hinata! Lá por sermos rivais "não quer dizer que sejas surda". Olha para mim, se faz favor!-gritou-lhe.
A Mikaru foi a correr para junto das duas irmãs, e eu segui-a a passos longos.
A Mikaru pegou no braço da Hinata e deu-lhe um forte estalo nas faces rosadas que fez com que a rapariga paralisasse por alguns segundos.
-Para que foi isso Mika?-olhei para a Hinata que se encontrava de joelhos no chão paralisada com a mão no rosto encarnado.
Stela: Foste bruta, achas que era preciso?-perguntou em defesa da irmã.
Mikaru: Desculpem, sabem bem que não gosto que as pessoas me ignorem.
A Stela ajoelhou-se até ficar à "altura" da irmã, peguei no braço da Hinata e puxei-a para cima.
-Miúda, assim parada perdes o jogo todo.-sorri-lhe.
A Mikaru deu-me uma leve cotovelada no braço, virei-me e ela fez-me sinal para que fosse ter com ela.
Mikaru: Sabi, vê-se aprovas a minha ideia.-contou-me "tim tim por tim tim" para que a entendem-se e para que fosse executada na perfeição.
---
Espero que tenham gostado
Vou tentar postar na sexta.

domingo, 6 de maio de 2012

Feliz dia da Mãe

Olá Pessoal, hoje é o dia da Mãe.
Para mim um dia onde todas as mães devem ser mimadas e devem receber agradecimentos por tudo o que têm feito pelos filhos ao longo da sua vida.
Deixo aqui imagens da mamã do Bruce e do Oliver^^
Desculpem a má qualidade a culpa é do meu telele, sabem o quão difícil é encontrar imagens delas?! O.O
A Mãe do Bruce a puxar pelo seu menino, a ver se faz alguma coisa de jeito xD

Outra mamã a ver se dá animo ao seu filho, mas como sabemos o nosso Oliver é um campeão *o*

Beijinhos, amanhã posto 
um capitulo da minha fic >.<

sábado, 5 de maio de 2012

Parabéns Tobi

Olá pessoal!!
Só venho fazer o post agora por que tinha esperanças que a Tri Ana o viesse fazer....Mas parece que não deu para ela vir à net (sabem o preferido dela é o Toby, blá blá blá)
Então vamos ao assunto do post
---
Muito bem parabéns Misaki!!
Esperamos que nunca desistas de nada.
Parabéns my dear Tobi^^

És na França o nosso campeão Japonês *o*

MUITOS PARABÉNS!!!!

terça-feira, 1 de maio de 2012

32ºCapitulo-Fanfiction: A vida é bela!

32ºCapitulo-Fanfiction: A vida é bela!

Quando chegamos à escola eu só queria vestir um casado, estava-me a sentir observada por tudo o que era lado.
Aproximei-me do ouvido da Mikaru: Mikaru, o vestido fica-me assim tão mal?
A Mikaru olhou para mim.
Mikaru: Calma, não é todos os dias que....
Pedro: É lá princesa!!-gritou.
-É isso diz mais alto. Vou a casa trocar-me.
Mikaru: ah vais?! Tens a certeza que te queres cruzar com o Benji? Miúda estás linda assim. Se eles olham é por que gostam.
A Jane e a Tippy aproximaram-se de nós.
Jane: Sabrina esse vestido fica-te mesmo bem.-disse ao mesmo tempo que a andava à minha volta o que me deixou ainda mais embaraçada do que estava.
Tippy: Isso é tudo para o jogo de logo?
Revirei o meu olhar para a Mikaru que me sorriu, e de seguida desviando a sua atenção para outra coisa. Tentei ver para onde estava ela a olhar.
Era para um grupo de rapazes, eu conseguia identifica-los a todos, especialmente a um que me olhava com admiração.
Pedro: Está linda a minha Sabrina não está Mark?-perguntou segurando-me no braço.
O Mark desviou o olhar e continuou a andar na direção da sala.
-Mark.....
Apetecia-me pregar dois pares de estalos nas belas faces rosadas do Pedro. Puxei o meu braço com alguma brutidão que o vez olhar para mim com um olhar confuso.
*triiiiiiiiiiiim*
-Não quero chegar tarde! Anda Mikaru!-ordenei.
---
As aulas passavam e a hora do jogo aproximava-se, naquele momento faltavam duas horas.
O professor de fisico-química começou a achar a turma muito agitada, principalmente o lado masculino.
Prof: Hoje estão muito agitados. 
Benji: É por causa do jogo de logo à tarde stôr, vai assistir não vai?
Prof.: Em principio sim Price.
Ed: Contamos com o seu apoio stôr.
Tocou, todos saíram apressados. O autocarro que levaria a equipa para a aldeia vizinha, onde se ia disputar o jogo, tinha hora marcada.
Eu e a Mikaru dirigimos-nos para junto da Stela que se despedia do Toby, que tinha acabado de entrar no autocarro com o resto da equipa.
Mikaru: Stela sabes que ele não vai embora e que o vais ver quando formos assistir ao jogo, não sabes?
Stela: Desculpem eu não vou.-a Stela parecia em baixo.
-Passa-se alguma coisa Stela?-perguntei preocupada.

Ficou pequeno mas na sexta compenso 
espero que gostem