sábado, 16 de abril de 2011

10º Capitulo: Diário da minha Vida: Uma sereia, não acredito....

10ºcapitulo: Uma sereia, não acredito…


Assim, mergulhei para trás, nesse momento achei que o Benji não me tinha visto mas…
                -Eu vi uma cauda laranja, por favor quem és? – perguntou o Benji.
De repente eu mergulhei para debaixo de água, assim o Benji foi-se embora.

                - Ele não me podia ver! – disse baixinho.
Quando a costa estava livre sai da água e fui me embora. Ia a caminho de casa e vi o Benji a passar a frente de casa então escondi-me atrás do poste, quando se foi embora corri para a porta e lá dentro estava a Hannon.
                -Passa-se algo Hannon? – perguntei-lhe.
                -Sim, temos de voltar!
                -Voltar a onde? – perguntei-lhe um pouco confusa.
                -Tu, tens de voltar ao teu palácio. Ele foi atacado e tens de ajudar a reconstrui-lo.
                -Mas eu já te disse que não tenho nenhum palácio! - expliquei-lhe.
                -Quando te enviaram para cá deves ter perdido a memória.
                -E já agora onde é o meu palácio? – perguntei-lhe no gozo.
                -No oceano Índico!
                -Isso é muito longe daqui!!!
                -Tem de ser é o teu dever como princesa sereia!
Assim ela explicou-me os deveres que cada princesa sereia deve ter e como nunca pudemos revelar a nossa identidade, pois senão transformamo-nos em espuma.
                -Temos de partir amanhã ao pôr-do-sol!
Assim despedi-me dela e entrei em casa. Amanhã o Benji tem o jogo de futebol da equipa dele, prometi-lhe que ia vê-lo, pensei para mim mesma.
Quando dei por mim já era de manhã, assim que sai a rua encontrei a Runo ela disse-me que também se ia embora naquele dia então comecei a suspeitar se ela também seria um sereia só que ela ia-se embora com os pais por isso não era possível.
Era hora de almoço, por isso como os meus pais não estavam em casa, pois foram para Macau a última da hora, fui almoçar ao bar da sede que era ao pé da minha casa. Quando cheguei lá, o bar estava meio vazio então sentei-me numa mesa e preparei-me para pedir, vi a ementa, e depois de chamar a senhora que estava ao balcão, pedi uma tosta mista e uma Coca-Cola e para sobremesa mousse de chocolate. Enquanto esperava que a senhora trouxe-se o meu almoço fiquei a ver Tv. Quando acabei de almoçar já eram três e meia e o jogo começava as seis e meia que era quando começava o pôr-do-sol, como ainda tinha tempo fui preparar as coisas para a minha partida.
Quando acabei de tratei das minhas coisas fui ter com a Hannon e ela tinha também estado a tratar também das suas coisas para ir-se embora.
                -Então já arrumaste as tuas coisas? – perguntou-me.
                -Sim……
                -Ok então vamos andando! Temos de chegar lá depressa.
                -Ok!

2 comentários: